Blog

Compartilhe

Como eu posso deixar a perfeição um pouco de lado e experimentar a leveza da minha vida?




Eu tenho percebido nos atendimentos e nos meus alunos uma grandes expectativas de si mesmas. Eu também sou perfeccionista, antigamente deixava de dar uma aula se a mesma não tivesse perfeita, meus rascunhos pareciam versão final de um estudo. Esse perfeccionismo ia além do trabalho, minhas relações tinham que ser perfeitas, caso contrário não me satisfazia.

O perfeito é um conceito de cada pessoa, cada um de nós tem padrões e crenças únicas em seu sistema, por isso muitas vezes entramos em conflitos com o outro que não tem os mesmos padrões. 

Nos meus atendimentos, me deparo com a mensagem recorrente “Não seja tão duro consigo mesmo”. Vejo que a leveza que o ThetaHealing® propõem para as nossas vidas já melhora este aspecto do perfeccionismo. Mas de onde se originou esse padrão de ser perfeito em você? Essa pergunta funciona como um virar a chavinha e descobrir a origem desta crença.

Se eu for imperfeita quem vai me amar?
Se eu for imperfeita serei uma fraude?
Serei punida por ser imperfeita? 
Onde mora em você essa perfeição?

Te convido a reservar um tempo para um momento meditativo. Um momento onde você se conecta a estas questões. Qual a primeira lembrança te vem a mente? O que você aprendeu com essa cena? Esse aprendizado hoje ainda é necessário para você? Respire fundo e se perceba. Lembre-se da leveza que sua vida pode se tonar. Tome alguns minutos com a respiração, meditação e com essas reflexões.


Depois compartilha aqui como foi.



Acesse o link  




Desenvolvido por Delta Tech